Como se tornar um investidor em criptomoedas?

Como se tornar um investidor em criptomoedas. Foto: Pexels / David McBee
Como se tornar um investidor em criptomoedas. Foto: Pexels / David McBee

Navegue pelo conteúdo!

Com o crescente interesse de grandes investidores em moedas digitais, naturalmente, isso está fazendo com que mais pessoas passem a querer investir em criptomoedas. E você, tem interesse em se tornar um investidor em criptomoedas?

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mais de 4 milhões de brasileiros estão investindo em criptomoedas.

E se você também quer saber como se tornar um investidor em criptomoedas, continue lendo este artigo!

Como começar a investir em criptomoedas?

Ao contrário do que muita gente pensa, começar a investir em criptomoedas é muito simples, basta abrir uma conta em uma boa corretora de investimentos, de preferência, alguma especializada na venda dessas moedas, como a Kucoin, por exemplo.

Após abrir uma conta, você pode comprar criptomoedas ou fundos de criptos para, posteriormente, comprar moedas pagando com os criptos adquiridos.

Para quem não tem muita experiência com essas moedas digitais, a compra de cotas de fundos pode ser uma ótima opção.

Ou ainda, é possível comprar ETFs (Exchange Traded Funds), que é um fundo de investimento, negociado como ação na bolsa de valores.  

E atenção, embora seja possível ainda comprar criptos diretamente com outras pessoas, sem a necessidade de intermediários, através da transação chamada Peer-to-peer, essa não é a opção mais segura. Nesse tipo de transação, o comprador entra em contato com o vendedor que vai negociar os valores, com o pagamento sendo acordado entre os dois.

Passo a passo para se tornar um investidor em criptomoedas 

Primeiramente, é preciso ter em mente que essa é uma negociação de risco, tal qual o investimento em ações, sendo um mercado extremamente volátil. Por isso, se o seu perfil de investidor for conservador, esse investimento pode não ser o melhor para você. 

Confira um passo a passo para evitar erros e aprender como investir em criptomoedas. 

1. Estude as criptomoedas

É fundamental que, antes mesmo de começar a investir, estudar muito esse mercado, saber como funciona, quais as principais moedas (Ethereum, Dogecoin, Binance coin, Ripple, Litecoin), o que significam termos como btc brl, eth brl, ou seja, antes de começar a investir, se certificar de estar por dentro do assunto.

2. Abra a conta em uma corretora

Pesquise muito bem a corretora, ou exchange, cheque sua reputação e confira as avaliações de seus serviços. Com certeza, isso vai ajudar a escolher a melhor opção. 

Não esqueça, também, de se informar sobre o suporte oferecido, e se as transações são tranquilas.

Após escolher a corretora, então, chegou a hora de abrir sua conta, preenchendo o cadastro com seus dados pessoais e alguns documentos para validar sua identidade. Após a conta ser aprovada, já pode começar a operar, transferindo dinheiro.

3. Não invista tudo o que tem em cripto

É preciso ter em mente que as criptomoedas, ou fundos de cripto, são investimentos de alto risco, por isso, para ajudar a preservar seu patrimônio. Ou seja, não faça delas a sua única opção de investimento, muito pelo contrário, procure ter um portfólio com diferentes tipos de investimentos e, assim, não correr riscos de grandes perdas, garantindo melhores ganhos.

4. Procure aplicar aos poucos 

Especialistas orientam a começar aos poucos, aplicando com cautela, procurando sempre manter as criptomoedas em menor fatia no portfólio. 

5. Acompanhe os índices das cotações

É importante, ao escolher a corretora, se certificar de que a mesma ofereça gráficos em tempo real para que possa ir acompanhando os índices financeiros, ou seja, acompanhar as cotações. Lembrando que, por ter uma volatilidade alta, as criptomoedas podem apresentar muita instabilidade, ou seja, períodos de alto crescimento ou queda. 

Qual o valor mínimo para investir em criptomoedas?

Quer se tornar um investidor em criptomoedas mas gostaria de começar por um valor mínimo? Saiba que como existem pouca quantidade de criptomoedas no mercado, isso faz com que seu preço seja muito alto. 

Por isso, uma boa alternativa pode ser comprar frações, ou seja, cotas de cripto, que embora não representem uma moeda inteira, elas têm um valor mais acessível. 

No mais, é preciso se informar com a corretora que escolher, pois cada uma possui diferentes regras ou critérios. 

Encontrou algo errado ou não atualizado? Fale conosco deixando um comentário ou enviando um e-mail para: redacao@1001coisas.app.br